Iniciativa da Fibria difunde educação ambiental para mais de mil alunos em cinco cidades de Mato Grosso do Sul

Iniciativa da Fibria difunde educação ambiental para mais de mil alunos em cinco cidades de Mato Grosso do Sul

Ação envolveu 63 professores de 16 escolas com abordagem didática e divertida

Três Lagoas, 26 de dezembro de 2018 – A Fibria, empresa brasileira líder mundial na produção de celulose de eucalipto a partir de florestas plantadas, promove ações voltadas à conscientização sobre a importância da conservação do meio ambiente e sustentabilidade. Em Mato Grosso do Sul, o JornalEco, periódico desenvolvido pela Fibria que aborda questões ambientais de forma didática e divertida em sala de aula, envolveu 1.029 alunos e 63 professores em cinco cidades durante este ano.

A publicação, editada pela Fibria há 13 anos, que chegou à 102ª edição, foi distribuída em 2018 em 16 escolas públicas de Três Lagoas, Água Clara, Brasilândia, Selvíria e Ribas do Rio Pardo. O município de Ribas do Rio Pardo recebeu pela primeira vez a iniciativa, na Escola Estadual Arlindo Luz, e outras duas escolas também foram beneficiadas a partir deste ano: Escola Municipal Assentamento Mutum (Brasilândia) e Escola Municipal Presidente Médici (Três Lagoas).

“O JornalEco é uma ferramenta eficiente para a difusão de ensinamentos sobre conservação do meio ambiente e práticas sustentáveis, pois une conteúdo relevante em uma linguagem acessível para as crianças. O material serviu de incentivo para a realização de inúmeras atividades sugeridas pelos professores, contando com participação ativa dos alunos, que puderam aprender de forma descontraída”, disse o coordenador de Meio Ambiente Florestal da Fibria, Renato Cipriano Rocha.

Entre os temas estudados e expostos em palestras para os alunos do 4º ano do ensino fundamental estão os biomas brasileiros, conservação de solo, florestas, sociedade sustentável, tratamento de esgoto, alimentação saudável, e também, algumas atividades práticas, como trilhas ecológicas, hortas, confecção de brinquedos com materiais recicláveis, elaborações de histórias em quadrinhos, dentre outros.

Para a professora Janaína de Araújo, da Escola Estadual Afonso Francisco Xavier Trannin, localizada no distrito de Arapuá, em Três Lagoas, receber o informativo – é um momento especial para os educadores e estudantes. “Sempre recebo o JornalEco curiosa para identificar os assuntos abordados. Os tópicos apresentam ligação entre si, o que favorece o desenvolvimento da linha de raciocínio e desenvolve o senso de responsabilidade pelo meio ambiente. Sem dúvida, é uma ferramenta muito boa! A curiosidade deles fica tão aguçada que por vezes tenho que pesquisar para retornar com as respostas. Eles também me informam sobre as relações que fazem com as outras professoras e suas disciplinas, momento que sempre enriquece a aula. Os alunos ficam bem contentes quando vamos trabalhar o JornalEco. Eles aprendem brincando. Quero continuar ‘jornalendo’ em 2019”, destaca.

Em Brasilândia, os resultados obtidos com apoio do jornal também foram celebrados pelos educadores. “Foi gratificante o envolvimento de todas as professoras das quatro turmas. Quando a coordenação visitava as salas, os alunos já sabiam sobre assunto, pois cada um portava seu JornalEco na bolsa. Os depoimentos do “fazer juntos” e o compartilhamento com famílias foram relatados por todos. Foi bem interessante. Até as merendeiras ajudaram a separar o resíduo orgânico para colocarmos em nossa composteira”, conta Joana Nogueira, coordenadora da Escola Municipal Antônio Henrique Filho.

Sobre a Fibria

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos a partir da floresta plantada. Com capacidade produtiva de 7,25 milhões de toneladas de celulose por ano, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-operation com a Stora Enso. A companhia possui 1,092 milhão de hectares de florestas, sendo 656 mil hectares de florestas plantadas, 374 mil hectares de áreas de preservação e de conservação ambiental e 61 mil hectares destinados a outros usos. A celulose produzida pela Fibria é exportada para mais de 35 países e matéria-prima para produtos de educação, saúde, higiene e limpeza. Saiba mais em www.fibria.com.br

Assessoria de Comunicação – Fibria

2018-12-28T11:07:44+00:00